5 dicas para melhorar no piano


Muitas pessoas adoram praticar piano, outras detestam. O importante é pensar que praticar piano é um meio para um fim, ou seja, para tocar melhor, compor, gravar ou atuar ao vivo. Um treino de piano efetivo consegue ganhos no menor espaço de tempo. Neste artigo vamos ver 10 dicas dadas pelo pianista virtuoso Jonathan Plowright que o ajudarão a tornar o seu tempo no piano mais produtivo.

1. Não pratique durante demasiado tempo
Todas as pessoas são diferentes e todos temos limitações diferentes no que toca à concentração. Uns conseguem concentrar-se por períodos mais longos de tempo que outros, e você deve tentar encontrar o seu limite e ter consciência quando a sua concentração se estiver a perder. Esse é o seu ponto de paragem, faça uma pausa, dê um passeio, qualquer coisa que relaxe a sua mente. O melhor treino é feito com altos níveis de concentração, onde está completamente focado no presente. Existem formas de aumentar a sua concentração, veja o nosso artigo sobre meditação.

2. Mantenha a mesma duração ao piano todos os dias
Se sentir que o seu treino diário no piano está bom, não aumente a sua duração no dia seguinte - Apenas irá cansar-se. Guarde as suas energias para que tenha muita no dia seguinte. É uma boa ideia definir um limite de tempo para atingir o seu objetivo.

3. Simplifique
Muitos alunos desenvolvem a sua rotina de exercícios para piano, que podem incluir exercícios de Czerny, Hanon, etc. E algumas escalas e arpejos. Mas basta um exercício eficaz para conseguir desenvolver. Se um exercício é fácil de relembrar, então passará mais tempo concentrado na técnica das suas mãos, e é esse o objetivo dos exercícios.

4. Exercícios no piano e longe do piano
em sempre pode ter um piano perto de si para praticar, então há um forma de o fazer, através da visualização. Em cima de uma mesa imagine o teclado do piano, assim como uma criança faz. Posicione as suas mão como se a mesa fosse o teclado do piano, e faça exercícios de independência dos dedos.

5. Comece lentamente e analise tudo
Uma vez que comece a aprender uma peça nova, pratique muito lentamente até estar familiarizado com todas as notas. Não fique tentado a tocar a peça toda no tempo original. Pode acabar por praticar a peça incorretamente, e não se esqueça que é mais difícil desaprender que aprender um erro.